Evandro Martins, Advogado

Evandro Martins

(7)Curitiba (PR)
7seguidores11seguindo
Entrar em contato

Verificações

Evandro Martins, Advogado
Evandro Martins
OAB 56,018/PR
PRO
Desde February 2017

Principais áreas de atuação

Direito Ambiental, 9%
Direito Agrário, 9%
Direito Administrativo, 9%
Direito Processual Penal, 9%
Outras, 64%

Primeira Impressão

(7)
(7)

7 avaliações ao primeiro contato

Trânsito

Comentários

(21)
Evandro Martins, Advogado
Evandro Martins
Comentário · ano passado
Prezado, o que colocaste é algo que está em cada canto desse Brasil, inclusive na sala dos magistrados e tribunais: o medo. E em regra é o medo que não é real, não é do instinto; é aquele medo fruto da mente, da manipulação. É o poder do discurso, de um discurso propalado aos quatro cantos de quão numerosos e terríveis são os "delinquentes", o que faz brotar os jargões, as respostas prontas, os mecanismos simplistas de que a prisão destes seres "indesejáveis", quando não o extermínio, é a solução para alcançarmos uma sociedade mais sadia, pacífica..(e a história demonstra bem o contrário).

Portanto, caríssimo, esta luta é, de fato, injusta: o placar já sai 7 x 1. Ou como melhor diz A. de Carvalho: "quando se tem um crime, temos contra um indivíduo toda a estrutura da polícia, do Poder Executivo, que precisa encontrar um culpado. Ainda toda a estrutura do MP que necessita condenar esse culpado, porque deve dar uma explicação à sociedade. Contra também está grande maioria dos juízes, que, na sua opinião, ainda não conseguiram perceber a sua função. Se entendem como parte do aparato de segurança do Estado. E isso gera uma relação incestuosa com o MP, que gera uma relação incestuosa com a polícia. “Contra esse cara temos ainda toda a estrutura da mídia que busca a espetacularização da violência, toda uma sociedade civil. nossos pais, nossos amigos. E já não interessa se ele praticou o fato ou não. A favor dele, para defendê-lo, tenho apenas um".

Saída para esse estado de coisas? Não há outra senão agir da mesma forma ardilosa (mas aqui o ardil é em favor da liberdade) que agem os que defendem esta estrutura montada. Por meio do discurso, para desconstruir outro (discurso), mas já não é só um discurso, por trás já está o [pré]conceito. E como disse Einstein: "que sociedade é esta em que é mais fácil quebrar o núcleo de um átomo do que um preconceito"?.

Nesse sentido, é óbvio que o discurso jurídico apenas, não basta. Como haveria? Assim fosse, não se teria a revogação da presunção da inocência por quem deveria guardá-la.. Ah, é preciso, filosofia, psicologia, pedagogia. É uma verdadeira aula de como pensar e [não] julgar.

Grande abraço. Desistir jamais.

Perfis que segue

(11)
Carregando

Seguidores

(7)
Carregando

Tópicos de interesse

(148)
Carregando
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres
Fale agora com Evandro
(41) 9649-17...Ver telefone

Evandro Martins

(41) 9649-17...Ver telefone

Entrar em contato